Formação

Brasil. Faltam profissionais qualificados para atuarem na área técnica

De acordo com a equipa de Comunicação do Senar-MT (Brasil), citando o Comunicado Técnico do Núcleo Económico da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), os setores do agro que apresentaram melhor desempenho em junho (na criação de novos postos de trabalho) foram o café, atividades de apoio à agricultura, laranja e soja. O cultivo de café, principalmente em Minas Gerais, resultou em 10 804 novas vagas. Já as atividades de apoio à agricultura ofereceram 10 645 novos postos, concentrados especialmente em São Paulo. Com o cultivo de laranja foram 7 409 vagas, a maior parte em São Paulo. E, por último, o setor de soja criou outros 2 480 postos, liderados por Mato Grosso, segundo a CNA.
Diz a mesma nota de imprensa que, embora promissor, quando se fala em postos de trabalho, o setor agropecuário ainda sofre com a falta de mão de obra qualificada. E quando o assunto é a área técnica, a carência é ainda maior. Diante dessa necessidade o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR), em parceria com o Ministério da Educação (MEC), criou o Curso Técnico em Agronegócio da Rede e-Tec Brasil. As inscrições estarão abertas até o dia 21 de julho. Em Mato Grosso há vagas para os municípios de Campo Novo do Parecis e Sorriso.