Opinião

João Marques Amorim, CEREALIS

(Colóquio “InovCereais”- junho 2017)

Compradora sobretudo de
trigo a Cerealis identifica em
Portugal uma grande
dificuldade na
homogeneidade dos lotes.
Por um lado pelas variedades,
onde João Marques Amorim
reconhece o importante
trabalho desenvolvido por
todos os agentes da fileira
para redução do número de
variedades, uma vez que há
necessidade de estabilização
da produção. Por outro lado
há também a questão da
dimensão dos lotes,
reforçando-se a ideia de que é
necessária associação entre
os produtores no sentido de
colmatar a limitação causada
pela sua pequena dimensão.

A Cerealis defende que produção deve apostar nos
cereais de valor acrescentado
e gostaria de ter mais
produção nacional que neste
momento ainda tem um peso
pequeno nas suas aquisições.

João Marques Amorim, CEREALIS – SGPS, S.A.