Opinião

José Palha, ANPOC

(Colóquio “InovCereais”- junho 2017)

A ANPOC foi criada há 35 anos e representa o setor dos cereais perante as instituições nacionais e europeias, tendo como principal objetivo manter a produção de cereais em Portugal.

Com vários tipos de ações, concretamente no caso da produção, este ano em parceria com o INIAV e a Escola Superior Agrária de Beja, a ANPOC organizou uma formação técnica para os produtores e para os técnicos das organizações de produtores no sentido de adequarem o itinerário técnico da cultura dos cereais ao seu potencial produtivo.

Uma necessidade sentida depois de se ter concluído que a maior parte dos produtores de cereais utilizava a mesma fórmula de cultivo há anos, sem ter em conta o seu potencial produtivo. Esta formação, que contou também com a participação do instituto francês Arvalise, consistiu em ir ao terreno, analisar searas previamente selecionadas, onde se definia o tratamento mais adequado de acordo com o potencial produtivo.

José Palha, Associação Nacional de Produtores de Cereais