Opinião

Tiago Silva Pinto, ANPROMIS

(Colóquio “InovCereais”- junho 2017)

Com quase 30 anos de
atividade a ANPROMIS tem
assistido a uma redução da
área nacional dedicada à
cultura do milho, muito em
resultado dos baixos preços
pagos à produção. Mas, ainda
assim, trata-se de uma cultura
extremamente importante para
a área de regadio,
contabilizando um forte
impacto na região de
Alqueva.
Numa altura de baixos
preços como se vive
atualmente, de acordo com
Tiago Silva Pinto, os desafios
que se colocam aos
produtores de milho passam
pela inovação e aí a
ANPROMIS tem tido o seu
papel, como por exemplo
com a criação do Centro de
Competências para o Milho
que tem procurado soluções
técnicas para esta cultura.
Alguns dos principais
desafios que se colocam
passam pela redução de
custos, mas por outro lado
investir ainda mais na
qualidade.

Tiago Silva Pinto, Associação Nacional Produtores de Milho e Sorgo