Agroalimentar

CAP transmitiu preocupações do setor agrícola europeu ao Secretário-geral da ONU

A Confederação dos Agricultores de Portugal (CAP) foi ontem recebida pelo Secretário-Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, a propósito da necessidade de duplicar a produção mundial de alimentos, até 2050, correspondendo ao crescimento demográfico previsto e de acordo com o desígnio da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO).

 O encontro ocorreu na sequência da participação da CAP na Conferência América do Norte-Europa, que teve lugar em Washington, entre os dias 2 e 5 de outubro, e numa reunião com o embaixador de Portugal nos Estados Unidos, realizada no dia 3. A delegação dos Agricultores de Portugal contou com a presença do Presidente da CAP, Eduardo Oliveira e Sousa, e do Secretário-Geral da organização, Luís Mira.

No encontro, a CAP transmitiu a António Guterres algumas preocupações do setor agrícola europeu, particularmente a pressão para produzir mais alimentos com os mesmos recursos e mantendo os preços baixos, e as dificuldades de competitividade dos agricultores europeus num contexto global, tendo em conta a extrema exigência das regras da Política Agrícola Comum (PAC), face a outras regiões do globo, nomeadamente as desvantagens comparativas ao nível dos modos de produção, utilização de produtos fitossanitários nas plantas, bem-estar animal, uso eficiente da água e retenção de carbono, entre outros aspetos.

 Neste encontro a CAP teve ainda oportunidade de sugerir à ONU a realização de um estudo comparativos sobre as diferentes realidades do planeta a este nível e por continente, de forma a promover uma estratégia para uma agricultura global sustentável e combater as alterações climáticas e os seus efeitos.