EMPRESAS & PRODUTOS Olival & Azeite

Todolivo. Programa de Melhoramento Genético entra na fase decisiva

Depois de vários anos de ensaios em Campo as novas variedades resultantes do Programa de Melhoramento Genético da Todolivo estão em fases de teste agronómicos e análises físico-químicas e sensoriais dos seus azeites.

 A Todolivo começou a colheita da segunda e última fase do ensaio do Programa de Melhoramento Genético que está a desenvolver na exploração “La Mata”, localizada no município de Villafranca de Córdova (Espanha). Trata-se do ensaio mais importante nesta índole a nível mundial e um dos mais importantes que a Todolivo pôs em marcha. O objetivo inicial foi o de obter novas variedades para olivais em sebe que permitam enriquecer e ampliar o atual catálogo organolético, com novos azeites virgens extra de sabores e aromas diferenciados.

Um dos desafios mais importantes colocado pela Todolivo foi que as novas variedades resultantes de cruzamentos superassem as suas progenitoras em precocidade, produção de gordura, produtividade, bem como em resistência e tolerância a determinadas doenças. O facto da primeira colheita acontecer 23 meses depois da plantação já demonstra que são mais precoces que as que lhes deram origem.

Metodologia

O Programa desenvolve-se em duas fases, a primeira iniciou-se m 2008, altura em que se realizaram os primeiros cruzamentos de progenitores em floração por polinização, de onde resultaram 1345 novas variedades. As plantas que germinaram foram criadas em estufa e plantadas de forma individualizada em abril de 2010 numa das parcelas do centro de Investigação que a empresa possui no município de Pedro Abad, em Córdova, onde foram avaliadas durante oito anos e se realizaram seis colheitas em campo. Finalmente, destas foram pré-selecionadas 38, aquelas que superaram os progenitores em precocidade, rendimento de gordura, produtividade e apresentaram uma maior resistência ou tolerância a determinadas doenças.

Em dezembro de 2015 estas 38 novas variedades foram multiplicadas e plantadas massivamente em nove blocos diferentes na exploração dedicada à investigação “La Mata”, junto com uma seleção das variedades mais produtivas existentes atualmente nível mundial, plantadas ao mesmo tempo para comparação.

Atualmente o ensaio encontra-se na fase final: as 38 variedades estão a ser submetidas a um teste agronómico e a análises físico-químicas e sensoriais dos seus azeites. As que superarem estas avaliações finais passarão a ser as novas variedades disponíveis para os agricultores nos próximos anos.

A segunda fase do programa começou em 2009, quando se realizaram novos cruzamentos, dos quais se obtiveram 543 novas variedades. Destas, que estão atualmente em avaliação na propriedade “Santa Maria”, obtiveram-se 32 novas variedades, que serão plantadas entre o outono de 2017 e a primavera de 2018, nas herdades “Las Hazuelas” e “El Calderito Alto”, para serem avaliadas em campo.

O Programa de Melhoramento Genético que a Todolivo iniciou em 2008 é fruto de uma forte aposta da empresa espanhola, perita e pioneira em olival em sebe, que desde início aposta na investigação e inovação com intenção de modernizar a olivicultura.