Agroalimentar

InovCluster esteve presente na Marocco FoodExpo

Promoção dos produtos agroalimentares portugueses no mercado Marroquino

A InovCluster – Associação do Cluster Agro-Industrial do Centro, esteve presente pela primeira vez, entre os dias 8 e 10 de dezembro na 2ª Edição do Marocco Food Expo, em Casablanca, Marrocos.

Esta ação contou com a participação de inúmeras empresas do setor agroalimentar português, que levaram uma alargada gama de produtos em busca de oportunidades no mercado marroquino.

No decorrer da feira realizou-se uma degustação dos produtos representados, tendo sido possível observar uma resposta bastante positiva por parte dos visitantes. Foram apresentados novos produtos que apesar de não se inserirem nos hábitos alimentares marroquinos tiveram uma boa recetividade.

Os produtos, cuja expressão já está instituída na cultura local, como é o caso do mel, das compotas e do azeite, viram apreciada a qualidade e originalidade dos produtos apresentados, como sendo fatores determinantes neste mesmo feedback.

Tendo o mercado marroquino, pouca expressão de produtos de origem portuguesa, e estando este numa fase de abertura e procura de produtos de novas origens, a InovCluster identifica Marrocos como sendo um mercado com grande potencial de exportação para as empresas portuguesas do setor, a comprovar isso mesmo, o elevado número de oportunidades de negócio identificadas durante a ação.

Esta ação promocional contou ainda com o apoio da AICEP Marrocos e da CCISPM – Câmara de Comércio, Indústria e Serviços de Portugal em Marrocos, contando com a presença dos diretores de ambas as instituições, Rui Cordovil e José Maria Teixeira, respetivamente.

A ação insere-se no âmbito do projeto AgriExport, uma iniciativa de promoção internacional e de capacitação das PME’s do setor agroindustrial, promovida pelo INOVCLUSTER e ANIMAFORUM com o objetivo de promover o aumento das exportações e a visibilidade internacional de Portugal e financiado pelo Portugal 2020, no âmbito do Programa Operacional Competitividade e Internacionalização, no montante de 795.554,25€, dos quais 676.221,12€ são provenientes do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.