Evento Hortofruticultura

Interpoma China está pronta para a segunda edição

A primeira edição da Interpoma China foi um sucesso, oferecendo aos expositores internacionais que seguiram a Interpoma nesta nova aventura a oportunidade de se familiarizarem com o mercado chinês. Foram mais de duas mil as pessoas que estiveram no Centro Internacional de Exposições e Conferências de Weihai na península de Shandong em junho de 2017. É por isso que a Fiera Bolzano está pronta para lançar a segunda edição do Interpoma China Congress & Exhibition de 27 a 29 de junho de 2018.

A China é um dos principais países produtores mundiais de maçã, com uma produção total de 40 milhões de toneladas (em 2014) e 2 320 mil hectares de pomares de maçã, sendo por isso um mercado gigante com inúmeras oportunidades. A rápida modernização do modo de cultivar maçãs na China, impulsionada por investimentos em larga escala, exige novos procedimentos de controlo de pragas, novas máquinas e equipamentos, novas tecnologias e meios de produção.

O Centro de Exposições Fiera Bolzano organizou a primeira Interpoma China como conferência e exposição sobre o cultivo, armazenamento e comercialização de maçãs. Dois mil visitantes puderam desfrutar de uma oferta de 70 empresas, metade da própria China e os restantes de outros nove países, nomeadamente: Bélgica, Chile, França, Alemanha, Islândia, Itália, Israel, Coreia e Holanda.

“A primeira Interpoma China foi um passo importante para descobrir mais sobre o maior mercado de maçãs do mundo e desenvolver novos contactos no mercado chinês. Esta presença na China aumentou a rede da Interpoma principal, que se realiza em Bolzano, enquanto fórum mais importante da economia da maçã”, explica Thomas Mur, diretor da Fiera Bolzano.

A Interpoma China Congress & Exhibition também é a plataforma para empresas internacionais da indústria de maçã em 2018 uma vez que não só oferece possibilidades de estar presente no moderno centro de exposições de Weihai, mas também um congresso internacional com renomados oradores de todo o mundo, organizado com a ajuda de inúmeros parceiros, como a Estação de Trabalho de Árvore de Frutas e Chá de Weihai , o Conselho da China para a Promoção do Comércio Internacional, a Câmara de Comércio Internacional da China, o governo de Weihai e a Associação da Indústria de Maçãs de Weihai.