Sanidade vegetal

Xylella fastidiosa – 2018 traz novos requisitos

De acordo com informação da DGAV foram introduzidas alterações às medidas de emergência fitossanitárias para o controlo da Xylella fastidiosa. Destaca-se, em particular, que a partir de 1 de março de 2018, a emissão de passaporte fitossanitário e, portanto, a autorização de circulação de plantas de  cafeeiro, lavanda, aloendro, polígala, oliveira e amendoeira fica condicionada, para além das atuais inspeções oficiais anuais, também à amostragem e testagem oficiais obrigatórias de todos os lotes presentes nos locais de produção/engorda.

Ofício Circular n.º 34/2017