Evento realizado Hortofruticultura

Espaço Visual promove Pistácio na Beira Alta e Alentejo

Com objetivo de combater a desertificação e criar emprego, a consultora agrícola Espaço Visual vai organizar sessões de esclarecimento sobre a cultura do Pistácio nas regiões do Alentejo e da Beira Alta.

Assim, durante o mês de fevereiro, a Espaço Visual vai estar nos distritos de Beja, Évora e Guarda, com o seguinte programa: 13 de fevereiro, em Serpa (17 horas), 19 fevereiro em Montemor-o-Novo (16.30 horas), 22 fevereiro em Almeida (14.30 horas) e em Pinhel (17.30 horas), 28 de fevereiro em Figueira de Castelo Rodrigo (11.00 horas) e na Guarda (17.30 horas).
José Martino, CEO da Espaço Visual, é de opinião que a cultura do pistácio em Portugal “é um negócio com muito interesse e rentabilidade e que é preciso que os potenciais produtores e investidores conheçam como se implementa esta atividade,  quais as regiões, solos e climas mais adequados. bem como a construção do modelo técnico e económico de produção e comercialização, rentabilidade e elaboração do plano de desenvolvimento estratégico”.
No entender do mesmo, “o pistácio pode ser um fator decisivo de criação de riqueza, postos de trabalho, e dinamização de economias locais e regionais mais débeis porque situadas em territórios de baixa densidade e nas regiões mais desfavorecidas de Portugal”.
Para além disso, conclui José Martino, o pistácio pode contribuir para travar a desertificação destas regiões, desenvolvendo a criação de projetos agrícolas sustentáveis.