Formação

Prevenção de Acidentes Agrícolas volta a ser debatida em Tabuaço

A CONFAGRI, em colaboração com a ADIVAT – Associação de Desenvolvimento Integrado Vale do Távora e a Caixa de Crédito Agrícola de Vale do Távora e Douro realizam no próximo dia 9 de fevereiro, uma Sessão de Esclarecimento sobre o tema “Prevenção de Acidentes Agrícolas com Tratores e Máquinas Agrícolas. Formação Obrigatória”.

De acordo com a organização, esta iniciativa, que terá lugar no Auditório do Centro de Promoção Social, em Tabuaço, tem por objetivo alertar para os riscos inerentes à condução de tratores e máquinas agrícolas e aconselhar quanto à forma de prevenir os acidentes de trabalho que resultam dessa atividade, ainda a principal causa de morte no setor.

Segundo os últimos dados da GNR, em 2017 morreram 61 pessoas ao volante de um trator. Em média são 5 mortes por mês, 1 vítima mortal por semana.

“Somando os números de vítimas mortais de 2013 a 2017, morreram em Portugal 358 pessoas em acidentes com tratores”.

Segundo Francisco Silva, secretário-geral da CONFAGRI, “esta é uma fatalidade que seria evitável se a sociedade, em geral, e a comunidade agrícola, em particular, tomassem consciência desta problemática e assumissem o compromisso de mudar comportamentos, adotando uma atitude responsável, de forma a contribuir efetivamente para a diminuição da sinistralidade em ambiente agrícola”. Recorde-se que muitos dos acidentes ocorrem com viaturas desprovidas do “arco de Santo António”, uma estrutura fundamental para proteger o condutor do trator agrícola.

“É por esta razão que continuamos a insistir nestas sessões de esclarecimento, por uma questão de responsabilidade social e que é inerente à atividade da CONFAGRI. É urgente sensibilizar e contribuir para a formação dos agricultores, promovendo as boas práticas no exercício da profissão, para melhorar a segurança na utilização das máquinas e veículos”, reforça Francisco Silva.

Também João Ribeiro, Presidente da ADIVAT, destaca a importância desta iniciativa: “tendo em conta que os acidentes com tratores e máquinas agrícolas têm uma prevalência elevada e que a sua gravidade se mostra fatal numa grande percentagem das ocorrências na região, sentimos que é de especial relevância o alerta e a informação dos nossos associados quanto a esta temática.”

 A Formação, além de obrigatória é essencial na mudança de comportamentos

Esta sessão pretende, também, sensibilizar para a obrigatoriedade da formação específica, ministrada por entidades acreditadas. De acordo com a publicação do Decreto-Lei n.º151/2017, de 7 de dezembro, tornou-se obrigatório que todos os condutores de tratores da categoria 2 e 3, para além da habilitação legal para conduzir, tenham formação adequada para a operação com veículos agrícolas.

Esta Sessão de esclarecimento vai contar com as intervenções da ACT (Autoridade para as Condições de Trabalho) que fará uma apresentação sobre a prevenção de acidentes na operação com tratores e máquinas agrícolas e as obrigações legais em matéria de segurança e saúde no trabalho; da GNR (Guarda Nacional Republicana), que irá abordar as Disposições legais, estatísticas de acidentes e conselhos úteis na condução e uso de tratores e máquinas agrícolas, bem como da CONFAGRI para esclarecer as dúvidas sobre formação obrigatória para a condução e operação com tratores.