Evento realizado Política Agrícola

CNA celebra 40 anos com Congresso em defesa da Agricultura Familiar Portuguesa

A 26 de fevereiro de 1978, perfaz agora 40 anos, cinco mil agricultores fundaram a  CNA – Confederação Nacional da Agricultura, em Coimbra.

Nesse grande Encontro fundador da CNA foi aprovada – “entusiástica, democrática e solenemente” – a “Carta da Lavoura Portuguesa”, documento programático e histórico, que, atesta a Confederação, “contém avaliações, propostas e reclamações concretas da Agricultura Portuguesa, capazes de defender e promover os direitos e interesses, nomeadamente, dos pequenos e médios Agricultores e da Agricultura Familiar”.

 A Carta da Lavoura Portuguesa foi atualizada no 7º Congresso da CNA, em novembro de 2014, tendo em conta profundas transformações que a estrutura agrária, a produção agrícola, a alimentação e a Agricultura Familiar sofreram “por efeito da aplicação da PAC e das políticas de sucessivos governos e, neste contexto, as propostas da CNA, entre as quais a proposta pioneira aí aprovada do Estatuto da Agricultura Familiar Portuguesa”, lê-se no comunicado da CNA.

Integrando as comemorações do 40º Aniversário, a CNA realizará a 15 de abril o 8º Congresso da CNA e da Agricultura Familiar, no Convento de S. Francisco em Coimbra, sob o lema “Soberania Alimentar, com a Agricultura Familiar”. Prevê-se a presença de mil participantes, delegados vindos das Associações filiadas na CNA, de todo o país, e dezenas de convidados em representação de organizações amigas, destacados especialistas de áreas relacionadas com a produção agropecuária e florestal, o mundo rural, delegações de Associações de Agricultores de diversos países e da Via Campesina, representantes dos Grupos Parlamentares e da Comissão de Agricultura da Assembleia da República, estando também convidados o Ministro da Agricultura, o Primeiro-Ministro e sua Excelência o Presidente da República.