Agroalimentar Agropecuária Evento realizado

ACOS organiza 35.ª OVIBEJA a pensar na internacionalização

Uma feira agrícola, da produção, mas também uma marca que foi sendo desenvolvida ao longo de 35 anos. Pode ser definida assim a edição de 2018 da Ovibeja que se realiza em Beja entre os dias 27 de abril e 1 de maio.  A responsabilidade da organização, como sempre, está a cargo da ACOS – Associação de Agricultores do Sul.

A edição comemorativa do 35.º aniversário da Ovibeja tem como tema central a internacionalização, através da promoção e divulgação dos produtos de origem vegetal, enquadrados no projeto AgroAlentejoExport, transversal a toda a feira. Neste seguimento, o diretor-geral da ACOS, Claudino Matos, explica à nossa reportagem que, juntamente com os Núcleos Empresariais do Alentejo, a ACOS submeteu um projeto ao Alentejo 2020 (Alentejo EXPORT), cujo objetivo é precisamente demonstrar o potencial de produção, de avaliação dos volumes de produção, das exportações e do seu contributo para o total nacional.
Abordar o setor agroalimentar do Alentejo implica falar de azeite, até porque a região tem sentido um acréscimo significativo da área de olival e consequentemente na produção de azeitona e de azeite. Enquadra-se aqui na perfeição o 8º Concurso Internacional de Azeites Virgem Extra – Prémio Ovibeja, promovido pela ACOS – em conjunto com a Casa do Azeite e que está atualmente classificado como o melhor concurso internacional de Azeites Virgem Extra, ocupando o 1º lugar (ex aequo com um congénere espanhol). À data desta entrevista havia já 150 inscrições de azeites provenientes de mais de 10 países que serão submetidos à apreciação de um júri formado por 40 especialistas. A entrega dos prémios acontecerá no decorrer da Ovibeja e a ACOS está particularmente empenhada em promover este setor uma vez que muitos dos seus associados são produtores de azeite
Estes são apenas alguns dos pontos altos da programação de uma edição particularmente marcante, daí que a Comissão Organizadora tenha decidido organizar uma exposição sobre o historial da feira e os seus contributos mais relevantes ao longo dos últimos 35 anos. Paralelamente, e para além das iniciativas organizadas por outras entidades parceiras, a ACOS vai trazer a debate temas da atualidade particularmente relevantes como uma reflexão sobre o futuro da PAC, com presença de um conjunto de especialistas conhecedores desta temática. Outra iniciativa será um Seminário Internacional sobre Olival e Azeite, com destaque para duas áreas centrais: por um lado o olival, ambiente e sustentabilidade e por outro, um painel que vai dedicar-se ao mercado do azeite de forma a elucidar os produtores sobre como devem posicionar-se em relação a futuros investimentos.

Para ler na íntegra na edição 214 (abril 2018)