Empresas & Produtos

“Quanto maior for o valor das forragens melhores serão os resultados da produção animal”

A Fertiprado é uma empresa com 28 anos, composta por uma equipa com forte espírito de missão formada por 50 pessoas de várias formações, perfis e vocações. É graças à qualidade desta equipa e à confiança dos agricultores que tenta servir, dos distribuidores e representantes que a promovem, de um conjunto de instituições e pessoas que acreditaram neste projeto que a Fertiprado tem crescido. E, para o CEO da empresa, João Paulo Crespo, este é “um projeto bonito, diversificado nas áreas operacionais, desde o marketing, o desenvolvimento de conceitos e produtos, a assistência técnica, a produção de semente, a obtenção e registo de novas variedades, o envolvimento em projetos de I&D e introdução de novas tecnologias e modelos de produção”. Na Herdade dos Esquerdos (Monforte) a produção de ovinos tem crescido de mãos dadas com a Fertiprado e é também ali que se desenvolve a maioria das atividades de I&D, de avaliação de espécies e variedades, de seleção e obtenção de novas variedades.
Sobre o foco da empresa que lidera, João Paulo Crespo começa por esclarecer que o setor pecuário é muito competitivo e exigente, pelo que a missão da Fertiprado é contribuir para melhorar a produtividade e a qualidade da alimentação dos animais e a preservação dos solos, contribuindo para a sustentabilidade global das explorações.
Recuando um pouco no tempo há que recordar que a Fertiprado nasceu com um propósito inicial de melhorar as pastagens de sequeiro, (então Prados de Trevo Subterrâneo), mas desde o início que alargou o seu trabalho a outras áreas da produção forrageira, até para melhor servir outras necessidades que o mercado ia apresentando. Concebeu e desenvolveu misturas de acordo com as necessidades de cada região e tipo de utilização, integrando-as em gamas como o SPEEDMIX, AVEX, FERTIFENO, etc., tentando que a qualidade e a quantidade produzida sejam superiores e se revelem importantes para melhorar a rentabilidade das explorações. Isto obriga a um conhecimento profundo das espécies e variedades usadas em cada região e para cada propósito, o que passa por uma avaliação sistemática do comportamento das variedades em diversas regiões, seja em ensaios próprios seja em parceria com outras empresas e instituições.
Na visão do empresário, os prados biodiversos continuam a ser importantes por isso é feito um esforço para que existam mais espécies e variedades disponíveis. “Para muitas explorações de solos médios e fracos, são um investimento estrutural, com impacto notável no aumento da produção de erva, onde tentamos aplicar a genética mais produtiva”. Mas também as misturas forrageiras anuais ricas em leguminosas são consideradas estratégicas para as explorações. “Produzir mais proteína, com menos dependência de azoto comprado, é importante para os agricultores, para o ambiente e para o país”. O que João Paulo Crespo quer dizer é que quanto maior for o valor das forragens melhores serão os resultados económicos da produção animal.
Para além dos prados e forragens a Fertiprado trabalha e desenvolve misturas de revestimento do solo de vinhas, pomares, olivais, amendoais, etc…. Estas culturas de revestimento têm impacto na preservação do solo e na biodiversidade e são hoje bastante valorizadas por muitos produtores e pela sociedade em geral. Também as culturas de rotação, para manter os solos cobertos, sequestrar carbono, fixar azoto e promover a biodiversidade florística entre as culturas principais, assim como as franjas polinizadoras para alimentação de abelhas e outros insetos, integram a lista de oferta da Fertiprado.

Para ler na íntegra na edição 214 (abril 2018).