Grande Entrevista

Comendador Manuel dos Santos Gomes: presidente da Fenalac

“Agora é muito mais fácil  ao consumidor optar pelo nacional”

Estão identificados 5 mil produtores de leite em Portugal, com o valor da produção leiteira a atingir 689,1 milhões de euros, ou seja, 12% do valor da agricultura e 28% do valor da produção animal (dados do INE 2017).
Mas, mesmo perante estes dados e com números da exportação muito positivos: em 2017, as exportações de produtos lácteos ascenderam a 279 milhões de euros, há muitos desafios a ultrapassar, nomeadamente o equilíbrio na repartição de valor ao longo da cadeia, mas também o aumento do consumo de produtos lácteos, nomeadamente leite, e de origem nacional.
Foram alguns destes temas que estiveram em cima da mesa do recente Fórum Leite-Produto de Excelência, levado a cabo pela FENALAC – Federação Nacional das Cooperativas de Produtores de Leite – e onde foi reforçada a campanha “Quero mais leite”, também encabeçada por esta Federação e que igualmente motivaram esta Entrevista ao seu Presidente, Comendador Manuel dos Santos Gomes.

Como se define a Fenalac? (quantos associados e que tipo de associados?)
A FENALAC representa o setor cooperativo leiteiro nacional e reúne quatro Cooperativas e Uniões de Cooperativas que procedem à recolha de leite em Portugal Continental e prestam serviços de apoio diversos aos produtores associados.

Em termos da produção, quantos produtores representa?    
A FENALAC representa cerca de 2200 produtores nacionais (45% do total) e cerca de 900 milhões de litros de leite recolhidas anualmente.

A entrada de jovens ocorre essencialmente por transmissão familiar.   

E nesses produtores, há jovens?
Como qualquer outra atividade económica, este setor necessita constantemente do rejuvenescimento do seu tecido empresarial. Tendo em conta os elevadíssimos investimentos necessários para a instalação de uma exploração leiteira, incluindo obviamente a terra para cultivo, a entrada de jovens ocorre essencialmente por transmissão familiar.

Mais genericamente sobre o setor leiteiro em Portugal, como é que se caracteriza?
A produção de leite ocupa cerca de 5 mil produtores, que entregam cerca de 1.8 milhões de toneladas de leite anualmente, cujo valor ascende a 700 milhões de euros. Este setor vale cerca de 12% da Agricultura e 28% do valor da produção animal.

A principal dificuldade dos produtores de leite está relacionada com a competitividade e a sustentabilidade da atividade.

Quais são as principais dificuldades e desafios dos produtores leiteiros?
A principal dificuldade dos produtores de leite está relacionada com a competitividade e a sustentabilidade da atividade. Tendo em conta as grandes exigências em matéria de capital associadas à produção de leite, a rentabilidade da operação é muito delicada e exige grandes cuidados de gestão. Em termos de fileira, o grande desafio prende-se com o equilíbrio na repartição de valor ao longo da cadeia, na medida em que a jusante temos a Distribuição, cuja pressão negocial sobre os operadores tem constituído um autêntico garrote.

Para ler na íntegra na Voz do Campo n.º 215 (maio 2018)