Empresas & Produtos Hortofruticultura

Espargo. Como escolher as melhores variedades

A Planasa, com sede em Valtierra (província de Navarra, Espanha), é um dos líderes mundiais em investigação, produção e fornecimento do setor hortofrutícola. Muito centrada no mundo dos frutos vermelhos (morango, framboesa, amora, mirtilo), também destina uma grande quantidade de recursos a outros dois ramos bem diferenciados dentro do mesmo setor hortofrutícola. Por um lado, a linha hortícola (espargo, alho e endívia), e, por outro, a linha de árvores de fruto (nectarina, pêssego, paraguaio e abacate).
Com 2.080 funcionários a nível mundial, a Planasa fornece os seus produtos a partir de doze zonas de produção localizadas na Europa, América e Ásia. A empresa comercializa sementes, plantas e serviços de I+D a agricultores e distribuidores de todo o mundo.
Com vendas líquidas de 130 milhões de euros em 2017, isto é, 22,3% mais do que no ano anterior, a Planasa destina anualmente 5% das suas receitas à área de inovação, dado que um dos seus objetivos é dar resposta às exigências dos agricultores, às necessidades do setor e contribuir para uma melhor alimentação da sociedade. A sua aposta na investigação desde o momento da sua constituição revelou-se fundamental para chegar a ser uma reconhecida obtentora de prestígio internacional. Este foi um dos motivos pelos que foi escolhida durante dois anos consecutivos (2016 e 2017) pela Bolsa de Londres como uma das 1.000 empresas que inspiram a Europa, pela sua capacidade de criação de emprego e promoção do crescimento europeu.
Nos últimos anos, o Grupo beneficiou de um crescimento nos seus mercados, devido sobretudo à inovação e ao auge das tendências de saúde, que impulsionaram em grande parte o consumo de frutos vermelhos.
Desde o passado mês de outubro, a empresa hortofrutícola passou para as mãos do fundo internacional de capital de risco Cinven, que adquiriu uma participação maioritária.

Cultura do espargo 

A Planasa sempre esteve ligada ao mundo do espargo até porque esta cultura é uma das razões da constituição da empresa. Desde 1973 a Planasa trabalha com afinco num programa varietal que satisfaça todas as necessidades de um mercado muito dinâmico e que se encontra em permanente evolução. Tanto para a produção de espargo verde como de branco, este é um dos produtos onde a Planasa é uma referência a nível mundial quanto a investigação, desenvolvimento e inovação, graças aos mais de 40 anos de experiência. Hoje em dia, para além de contar com um vasto catálogo varietal, comercializa anualmente mais de 12 milhões de plantas desta hortícola.
Neste longo percurso, a Planasa conta com os melhores peritos em genética que conseguiram desenvolver variedades adaptadas a diversas condições climáticas e várias técnicas de cultivo diferentes. Nomeadamente trabalha-se em duas linhas de produção bem diferenciadas: uma para climas quentes e mediterrânicos e outra para climas mais frios e continentais. O objetivo é conseguir variedades mais homogéneas e produtivas.

Para ler na íntegra na Voz do Campo n.º 216 (junho 2018)