Agroalimentar Agropecuária

Tecnologia e inovação marcaram a Feira Nacional de Agricultura

Já encerraram as portas da 55ª Feira Nacional de Agricultura / 65ª Feira do Ribatejo e a organização assume que a mesma se afirmou uma vez mais, como o principal evento deste mercado e a grande montra do setor agrícola em Portugal para satisfação dos expositores e dos visitantes.

 A Feira Nacional de Agricultura marcou a agenda política da agricultura nacional e internacional com a presença de diversas individualidades numa clara demonstração da preocupação e interesse de várias entidades para com o setor e um voto de confiança na capacidade dos agricultores portugueses.

O Comissário Europeu da Agricultura e Desenvolvimento Rural, Phil Hogan, esteve presente e apresentou as linhas gerais das mais recentes propostas da Política Agrícola Comum e o 1º Ministro, António Costa, disse que poderá contribuir mais para o orçamento comunitário, desde que não se coloque em causa as necessidades de Portugal e a redução do défice.

Exposição de Maquinaria Agrícola

Com a presença das principais marcas do mercado, a exposição de Maquinaria na Feira Nacional de Agricultura foi um dos principais setores do evento que atraiu os profissionais e muitos outros visitantes impressionados com a dimensão desta área.

A tecnologia e a inovação estiveram sempre presentes, uma evidência clara de um setor moderno e em crescimento, destacando-se o esforço das empresas em apresentar uma mostra com qualidade e com um grande investimento na decoração e arrumação dos espaços.

Conversas de Agricultura e Encontros

Em jeito de balanço, o CNEMA reforça ainda que as várias conferências, seminários e colóquios que integram o ciclo “Conversas de Agricultura” contaram com a participação de representantes Comissão Europeia e de organizações de agricultores de países como Espanha, França, Grécia, Itália e especialistas de diversas áreas, sendo necessário recorrer a serviços de tradução simultânea para uma melhor compreensão das matérias.

A Feira Nacional de Agricultura foi palco de 38 ações entre congressos, seminários (público em geral) e encontros que foram dirigidos a um público mais específico, como reuniões de trabalho promovidas por alguns concessionários.

No campo dos colóquios, natural destaque para o “World Olive Oil Summit” e em especial a conferência “Os Grandes Desafios para a Agricultura no Futuro” na qual esteve presente o 1ª Ministro, António Costa, o Comissário Europeu da Agricultura e Desenvolvimento Rural, Phil Hogan e o Comissário Europeu para a Ciência, Investigação e Inovação, Carlos Moedas.

Na área dos “encontros sectoriais”, o BPI apresentou  o Prémio Nacional de Agricultura, uma iniciativa do Grupo Cofina e do BPI que tem como objetivo promover, incentivar e premiar casos de sucesso da agricultura nacional,  a Caixa de Crédito Agrícola abordou as “Novas Aplicações para a Agricultura” e o Clube de Produtores Continente realizou aqui 1º Encontro do Conselho Científico sobre “Produção e Consumo Responsáveis”.

Mais de 6.100 pessoas assistiram aos seminários, encontros e reuniões durante os nove dias de feira, o que mostra uma vez mais a dimensão e o interesse desta área na Feira Nacional de Agricultura.