Bio Floricultura

Luta biológica, uma questão de equilíbrio

Maior preocupação com o meio ambiente, promoção de ecossistemas equilibrados e menos resíduos nas culturas são alguns dos princípios subjacentes à luta biológica que estão a cativar cada vez mais produtores agrícolas, até porque os próprios mercados começam a fazer este tipo de exigências.

Além disso, registam-se também casos onde as lutas químicas mais tradicionais já não apresentam resultados satisfatórios, conforme nos avança o responsável técnico e comercial da Koppert Biological Systems em Portugal, Tiago Matos.

A Revista Voz do Campo visitou a Proflor, uma exploração que ocupa um hectare de rosas (estufa) na freguesia de Carvalhos, em Barcelos, onde testemunhou a satisfação por esta forma de trabalhar, e os respetivos argumentos, “em primeiro lugar é banir por completo a utilização de químicos da estufa e depois a certeza de que a utilização de predadores é mais benéfica para a planta” refere Rúben Araújo, o responsável por aquela exploração.

Reportagem completa na Revista Voz do Campo, edição impressa de agosto_setembro 2018.