Agroalimentar Desenvolvimento Local Evento

Final das colheitas celebrado no Cadaval

De 5 a 14 de outubro, o Cadaval volta a celebrar o final das colheitas e a estimular o desenvolvimento económico, mediante a tradicional “Festa das Adiafas”.

O pavilhão municipal, junto ao campo da feira do Cadaval, volta a ser palco deste apreciado certame, onde a homenagem às tradições rurais se associa à divulgação e dinamização económica.

O termo “adiafa” significa o tradicional banquete que os antigos proprietários vinhateiros ofereciam aos seus trabalhadores, no fim de cada ano de campanha, para festejar o final das colheitas ou agraciar o ano agrícola. A passagem para o plural do termo, em 2002, por parte do Município, destinou-se a abarcar a celebração de outras “adiafas”, nomeadamente a da colheita frutícola, a par das restantes vertentes da economia local.

O âmbito do certame cresceu, sendo que, anualmente, são muitos os participantes empenhados em mostrar a sua oferta produtiva, seja ela de que índole for, totalizando este ano cerca de 60 presenças no conjunto dos espaços de exposições e do pavilhão gastronómico.

O pavilhão de artesanato e atividades económicas (e também o espaço exterior da feira) proporciona, anualmente, uma mostra de um leque variado de produtos artesanais, bem como de representações do tecido económico/empresarial e institucional.

A fruticultura e a vitivinicultura continuam a ser os pilares fundamentais desta peculiar festa, sendo especialmente representadas pela Pera Rocha do Oeste e pelo Vinho Leve da Região de Lisboa, dos quais o Cadaval é um exímio representante, ocupando lugar cimeiro na produção, comercialização e exportação.

Na área vitivinícola, a Festa das Adiafas contempla o designado “Festival Nacional do Vinho Leve”, que conta com a participação anual de diversas adegas da região, com prova e venda das respetivas gamas de Vinho Leve – bebida de baixo teor alcoólico, frutada e muito apreciada dentro e fora de portas. A este nível, destaque-se a cerimónia de entrega dos prémios do Concurso de Vinhos Leves da Região de Lisboa, que este ano atinge a 8ª edição, numa parceria da Câmara Municipal do Cadaval com a Comissão Vitivinícola da Região de Lisboa (CVRL), agendada para domingo, 7 de outubro, pelas 21h30.

Agricultura será mote de várias conferências

O setor produtivo volta a estar patente, também, através de um colóquios e de várias conferências técnicas, abertos ao público interessado, sobre temáticas de utilidade agrícola e de fomento da economia rural, a decorrerem no pavilhão do certame.

Nesse sentido, realiza-se dia 7, pelas 18h00, o Colóquio “Marketing no Setor Vinícola”, numa organização da CVRL – Comissão Vitivinícola da Região de Lisboa, que incluirá, ainda, a participação do curso profissional Restaurante/Bar da Escola Básica e Secundária do Cadaval.

Segunda-feira, dia 8, também pelas 18h00, tem lugar a Conferência “Vinicultura e fruticultura: problemática dos tratamentos”, neste caso numa organização da Neovale.

Logo na terça-feira, 9 de outubro, pelas 18h00, decorre a Conferência “Apresentação de Benefícios AsfertGlobal e Ferramentas Pellenc“, organizada pela Agriloja.

Quarta, dia 10, pelas 18h30, é a vez da Conferência “Soluções de fertilização Fertinagro Biotech”, numa organização da VitalCampo.

A 11 de outubro, quinta-feira, realiza-se a 10ª Edição das Conversas Florestais, conferência que abordará o tema “As várias vertentes da certificação florestal”, numa organização da APAS Floresta.

A par destas iniciativas realizar-se-ão inúmeras atividades de índole musical, cultural, desportiva (…).