Agroalimentar

CAMEL: Uma variedade vermelha precoce

Muito produtiva com bom calibre e excelente qualidade culinária

Os resultados obtidos em Portugal, desde a sua introdução em 2016, tem confirmado o potencial da variedade CAMEL.
A sua produção destina-se ao mercado de fresco, tendo aptidão para lavar a sua pele brilhante e suave.
É uma variedade de batata de cozedura firme (tipo culinário AB e com matéria seca entre 19 e 19,5%), com um sabor excelente, não se desfazendo, mesmo duas a três horas após a sua preparação. Não escurece, mantendo a cor da polpa bem amarela, com excelente apresentação nos pratos.
A batata CAMEL tem forma oval a ligeiramente alongada. Ao nível de ciclo tem-se revelado uma variedade precoce (ciclo relativamente curto) e pode ser instalada desde Dezembro, nas zonas mais temperadas, até Junho, nas regiões de altitude, mais frias. Também está bem adaptada ao cultivo estival, com plantações de Julho e Agosto, para colher de Novembro a Fevereiro (no Sul de Portugal).
As densidades de sementeira de 1.000 kg/ha (semente inteira calibre 28/35) até 2.500 kg/ha (calibres até 55 mm), tem permitido alcançar bons resultados em termos de produção, calibre e qualidade, associados a um ciclo curto (2 a 3 semanas mais precoce do que outras variedades vermelhas). O seu potencial de produção é estável em diferentes datas de instalação, solos e climas (sendo uma variedade que tem demonstrado boa adaptação mesmo em solos muito arenosos e nas épocas quentes). Tem excelente aptidão para armazenagem (mesmo em períodos prolongados de vários meses).

Um texto da Advice.AgriBusiness, Lda. / STET – Portugal

Para ler na íntegra na Voz do Campo n.º 220 (novembro 2018)