Agropecuária Evento realizado

Renovar, valorizar e reorganizar a produção de leite

A produção de leite, tal como a agricultura portuguesa em geral, é um setor envelhecido. São poucos os jovens dispostos a apostar no setor e muitas as dificuldades que encontram, ao nível dos apoios, dos licenciamentos e da disponibilidade das empresas compradoras para aumentar os contratos para níveis que viabilizem os projetos de investimento. Como agir para renovar a produção de leite? Como apoiar a instalação de jovens no setor de modo eficaz?
Jovens e menos jovens enfrentam depois um mercado já com 10 anos de preço baixo à produção, quase sempre abaixo do custo de produção, quase sempre abaixo da média europeia. Felizmente, na Europa também surgem notícias positivas e sinais de esperança. É o caso do “leite preço justo”, uma iniciativa com várias réplicas em expansão que vale a pena conhecer, porque permite aos consumidores com a sua escolha apoiarem um sistema de produção de leite “sustentável” para a economia dos produtores de leite e do meio rural. Fará sentido desenvolver esse caminho em Portugal? Teremos cooperativas e indústrias disponíveis?
Finalmente, não basta lutar por um preço justo, é preciso ser eficiente na aquisição dos fatores de produção. Como podem as cooperativas renovar-se, reorganizar-se e tornarem-se também elas competitivas para atuarem no mercado e fornecerem os fatores de produção a preços cada vez mais competitivos?
Estas questões são importantes para o futuro da produção de leite em Portugal. Vamos abordá-las no COLÓQUIO NACIONAL DO LEITE, uma organização da APROLEP e da AJADP que irá decorrer no auditório da Cooperativa Agrícola de Vila do Conde no próximo dia 23 de Novembro. Estão todos convidados!
Autora: Marisa Costa
Aprolep

Publicado na Voz do Campo n.º 220 (novembro 2018)