Empresas & Produtos

Borrego Leonor & Irmão. Evoluir para a agricultura digital é o grande desafio de 2019

Para a empresa ribatejana Borrego Leonor & Irmão o ano 2018 foi marcante em vários momentos, alguns dos quais vão certamente mudar o seu rumo de agora em diante.
Logo a 20 de janeiro ocorreram as celebrações dos 50 anos de atividade da empresa, com um almoço  que contou com cerca de 700 pessoas entre clientes, fornecedores, colaboradores e amigos. Merece destaque também o evento Bayer – Borrego Leonor – Adega Cooperativa de Almeirim. Tratou-se de uma iniciativa patrocinada pela Bayer em parceria com a Borrego Leonor para promoção de produtos para a vinha que juntou cerca de 80 pessoas na Adega Cooperativa de Almeirim.
Referência igualmente à participação nos grandes eventos agrícolas a nível nacional, nomeadamente em setembro na Agroglobal e em novembro na Tecfresh – Feira Tecnológica para Frutas e Hortícolas. E foi com grande satisfação que em outubro a empresa recebeu a nomeação para a categoria de economia da 1ª Gala do 63º Aniversário do Jornal “ O Almeirinense”.
Sobre a atividade interna da Borrego Leonor, o último mês de maio foi o melhor de sempre em termos de vendas e no final 2018 saldou-se como o melhor ano de sempre, também sob o prisma das vendas. Para a empresa este foi o seu ano de consolidação da liderança na distribuição de fitofármacos, adubos e sementes.

“Digitalização da agricultura é uma grande oportunidade
para aumentar a sua sustentabilidade económica e ambiental”.

A pensar no próximo ano a Borrego Leonor quer continuar a afirmar-se “líder no mercado”, o que significa ser mais eficiente no que diz respeito a prazos de entrega, assim como na assistência técnica prestada aos agricultores, mas também mais competitivas, por forma a ter o seu cliente agricultor cada vez mais bem servido.
Evoluir para a agricultura digital é outro desafio para 2019. Para isso a empresa vai apostar na utilização de ferramentas de monitoração remota das culturas permitindo um acompanhamento mais afinado por parte da equipa técnica. O objetivo é promover o desenvolvimento e utilização de inovação tecnológica que permita aos agricultores tomarem as melhores decisões possíveis.  A Borrego Leonor acredita que a digitalização da agricultura é uma grande oportunidade para aumentar a sua sustentabilidade económica e ambiental.

Publicado na Voz do Campo n.º 221 (dezembro 2018) no Dossier Balanço 2018