Agroalimentar Agropecuária

Suinicultores portugueses apresentam nova linha de carne certificada

Está marcada para a hora de almoço do dia de hoje (9 de janeiro) a apresentação oficial da porco.pt premium. Acontece na Academia Time Out, no Mercado da Ribeira, em Lisboa, entre as 12.00 e as 15.00.

O momento será liderado pelo foodie Rodrigo Menezes que apresentará, também, as potencialidades gastronómicas da carne de porco.pt Premium. O momento, informal, será igualmente ocasião para um ponto de situação do projeto.

De acordo com a informação avançada pela marca, desde que foi introduzida no mercado, em junho de 2017, a carne de porco portuguesa certificada porco.pt atingiu um total de vendas de 17 Milhões de Euros. A linha premium, que teve um lançamento progressivo desde setembro de 2018, representa já quarenta por cento das vendas totais de porco.pt.

Para o momento estão confirmadas as presenças de representantes do Grupo Mercadona, Sonae, Jerónimo Martins, Auchan e da Federação Nacional das Associações dos Comerciantes de Carne – ACCCLO. Também o Diretor-Geral de Alimentação e Veterinária, Fernando Bernardo, o Presidente da Associação de Alimentos Compostos para Animais – IACA, Romão Braz, o Presidente da Associação dos Industriais de Carne – APIC, Carlos Ruivo e o Presidente da FENAPECUÁRIA, Idalino Leão, são, entre outros.

A carne de porco portuguesa certificada engloba duas linhas de produtos: 

A carne porco.pt, a única carne de porco de produção intensiva (em Portugal) que obedece a um processo de produção certificado de forma independente.
O porco.pt premium, iniciativa de um grupo de 25 produtores nacionais, é uma carne que apresenta características de tenrura e de sabor superiores. O rácio de cereais incorporados na sua alimentação, nomeadamente a maior integração de cereais nobres (cevada, trigo e milho) favorece a obtenção das características de palatibilidade anteriormente referidas.

Ambas são são provenientes de animais integralmente produzidos em Portugal, com condições de bem-estar animal superiores ao definido pela UE e cujo processo de produção é certificado por uma entidade independente. Todo o processo de certificação voluntária ao qual os produtores de porco.pt aderiram é homologado pelo Ministério da Agricultura.