Cereais Evento realizado

Contagem decrescente para o 1º Congresso Ibérico do Milho

 O milho é uma das principais culturas arvenses semeadas na Península Ibérica, ocupando uma área que ronda os 600 mil hectares.
Os inúmeros desafios que se colocam aos produtores ibéricos tornam a partilha de estratégias uma prioridade que importa abraçar em prol da competitividade da agricultura dos nossos dois países.

Foi com base nesta realidade que a Anpromis (Associação dos Produtores de Milho e Sorgo de Portugal) e a Agpme (Associação Geral dos Produtores de Milho de Espanha) vão organizar já nos nos próximos dias 13 e 14 de fevereiro de 2019, no Altis Grand Hotel, em Lisboa, o 1º Congresso Ibérico do Milho 2019, num claro sinal de unidade e concertação de posições entre Portugal e Espanha.

Durante esta iniciativa, serão abordados por reconhecidos especialistas, alguns dos principais temas que mais afectam a produção de milho nos nossos dois países, como são:

  • A importância da agricultura na coesão do território
  • Milho e desenvolvimento na Península Ibérica, uma perspectiva histórica
  • Inovação: que desafios para as próximas décadas?
  • A competitividade da produção de milho nos países do sul da Europa
  • Alterações climáticas: como nos adaptarmos a esta nova realidade?
  • Que política agrícola comum pós 2020?

Jorge Coelho é comentador convidado 

Jorge Coelho, ex-Ministro do Equipamento Social e figura de destaque no Governo de António Guterres, é um dos comentadores convidados do 1º Congresso Ibérico do Milho. No papel de empresário do setor agroalimentar e ativista do “Movimento pelo Interior”, falará sobre “A importância da agricultura na coesão do território”. O ex-político junta a sua voz e a sua influência à necessidade do desenvolvimento do Interior, onde investiu recentemente numa queijaria, criando emprego em Mangualde, e exportando Queijo Serra da Estrela para a China, Brasil, Espanha e França.
O painel de debate tem como orador convidado o arquiteto paisagista Henrique Pereira dos Santos, e como comentadores, além de Jorge Coelho, Francisco Cordovil, ex-professor do ISCTE, João Ferreira do Amaral, professor do ISEG e Juan Valero de Palma, secretário-geral da Fenacore-Federação Nacional de Comunidades de Regantes de Espanha.

A organização do Congresso alerta para o número limitado de vagas ainda disponível, que podem ser reservadas  aqui.