Ambiente Floresta

Concurso Árvore Europeia do Ano. Azinheira portuguesa sobe ao pódio

O vencedor do concurso europeu da árvore do ano de 2019 foi revelado ontem, no Parlamento Europeu, em Bruxelas. A Azinheira Secular do Monte Barbeiro, Portugal, ficou em 3º lugar com 32.630 votos. O segundo lugar foi atribuído ao Carvalho de Abramtsevo da Federação Russa (39.538 votos) e o primeiro lugar foi conquistado pela Amendoeira de Snowy Hill em Pécs, na Hungria, com 45.132 votos.

“O Homem venera as árvores desde o princípio dos tempos. Com este concurso, continuamos a celebrar as árvores que não só nos ajudam a compensar as nossas emissões de CO2, mas que também constituem um símbolo de sustentabilidade e de relações emocionais entre o Homem e a Natureza” acredita Pavel Poc Membro do Parlamento Europeu e organizador da Cerimónia de Entrega de Prémios.

Os vários países reuniram-se em torno das 15 árvores candidatas que competem pelo título “European Tree of the Year”, promovendo energicamente os seus candidatos favoritos durante o mês de fevereiro. Foram contabilizados 311.772 votos durante o período de votação, evidenciando o interesse dos europeus pela diversidade do seu património natural e pela sua proteção

A cerimónia de entrega dos prémios foi organizada pela Environmental Partnership Association e a European Landowners’ Organization. A South Moravian Region, a Mendel University da República Checa, e o Grupo S&D do Parlamento Europeu apoiaram a organização da respetiva cerimónia, que foi moderada por Natalie Pauwels e Ladislav Miko, membros da Comissão Europeia.

As histórias das árvore a concurso encontram-se disponíveis aqui.