Hortofruticultura Internacional

Pera Rocha do Oeste aposta no mercado da China

A Pera Rocha do Oeste vai estar representada na maior feira para exportadores internacionais da China, já a partir do próximo dia 12 de novembro de 2019, em Xangai, para conquistar os consumidores chineses.

Com 60% da produção nacional atualmente vendida nos mercados internacionais, a Pera Rocha do Oeste pretende reforçar esses números com a aposta na China, considerado um “mercado estratégico”.

Uma iniciativa da ANP – Associação Nacional de Produtores de Pera Rocha, aquele que é “um dos produtos agrícolas nacionais mais exportados” vai marcar pela primeira vez presença na feira FHC Food & Hotel China, que decorre entre os dias 12 e 14 de Novembro em Xangai, onde são esperados mais de 120 mil visitantes profissionais.

Com a presença na China, a ANP pretende aumentar a visibilidade internacional da Pera Rocha do Oeste e contribuir para o aumento das exportações, através do reforço da promoção externa.

“Temos de ter outros mercados alternativos para ultrapassar a crime económica do Brasil, o ‘Brexit’ na Inglaterra e o embargo da Rússia aos produtos europeus e a China é um mercado muito populoso, com poder de compra e que consome produtos importados”, justificou o dirigente.

A China importa 3,8 milhões de toneladas de fruta (em 2016), com crescimentos médios anuais de 16% e uma classe média que procura produtos genuínos e de alta qualidade.

Pela primeira vez, a ANP vai estar representada no FHC — Food & Hotel China, o maior certame chinês para exportadores internacionais, que se realiza entre terça e quinta-feira.

Os governos de Portugal e da China têm vindo a negociar a abertura do mercado chinês à fruta portuguesa.

A ANP está a desenvolver um projeto de promoção externa, um investimento de cerca de 430 mil euros que é financiado em 85% por fundos comunitários do FEDER — Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional, no âmbito de uma candidatura aprovada pelo Compete 2020- Programa Operacional Competitividade e Internacionalização.