Opinião

“Esta nova informação genómica representa uma informação muito valiosa”

Jordi Garcia-Mas, investigador do IRTA

O estudo de todas as variedades de melão permitiu-nos começar a entender como teve lugar a domesticação da espécie há quatro mil anos. O trabalho indica que a planta de melão foi domesticada três vezes, de maneira independente, uma em África e duas na Índia. Além de contribuir para o conhecimento da domesticação desta espécie, esta nova informação genómica representa uma informação muito valiosa que pode ser aplicada ao melhoramento genético do melão para obter novas variedades de forma mais rápida e precisa.