Olival & Azeite

Olival e Azeite: Com a produção a crescer é preciso saber vender

As estatísticas oficiais (INE) referem a estimativa de um aumento de 20% na produção da azeitona para azeite, para as 870 mil toneladas, ao nível das melhores campanhas dos últimos oitenta anos e as várias entidades com quem falámos, de norte a sul, confirmam-no. Apesar de algumas contrariedades, o balanço que fazem da campanha é positivo.

A carga de frutos inicial foi superior à da campanha anterior e, apesar dos receios causados pela escassa precipitação ao longo do ciclo, grande parte aguentou-se até à fase de maturação. Diz ainda o INE que, “este aumento de produção, associado à concentração da colheita e ao subdimensionamento das unidades de armazenamento e transformação do bagaço de azeitona, estão a causar apreensão nos agentes do setor, relativamente à capacidade instalada para receber e transformar este subprodutos da produção de azeite, o que, no pior cenário, poderá conduzir a uma paragem na apanha da azeitona”.

Consulte o estudo publicado na – revista impressa / In Estudo: Alentejo: a liderar a olivicultura Moderna Internacional”, de Juan Vilar e Pedro Santos.

Desenvolvimento deste e de outros artigos, na edição impressa da Revista Voz do Campo.