Evento realizado

Ilha do Pico: Colóquio Internacional sobre Cultura da Vinha e do Vinho

5 a 7 março ↵

O Concelho da Madalena recebe, de 5 a 7 de Março, o Colóquio Vinum vita est – Culturas da Vinha e do Vinho: Entre o Mediterrâneo e o Atlântico, co-organizado pela Universidade Nova de Lisboa e pela Universidade Aberta, em estreita parceria com o Município da Madalena.

De acordo com nota, o evento conta com a participação de alguns dos mais conceituados especialistas europeus na área, bem como, de diversas entidades, como o Instituto do Vinho e da Vinha, e instituições de ensino superior portuguesas, espanholas, francesas e italianas.

O Colóquio realiza-se no Auditório da Madalena e pretende promover uma reflexão sobre a cultura da vinho e do vinho, no contexto do crescente dinamismo que a ilha do Pico tem adquirido, enfatizando o encontro entre territórios culturais distintos. Realizado no âmbito do projeto intrauniversitário Culturas da Vinha e do Vinho, integrado na ‘Rede Internacional das Pequenas Cidades no Tempo’, o evento, visa, também, “enfatizar o encontro entre territórios culturais distintos, onde a vitivinicultura detém suprema importância”.

“Este congresso está a ser organizado de há um ano a esta parte, sendo motivo de grande satisfação acolher um evento desta natureza, quando temos esta cultura da vinha e do vinho tão enraizada em todos os madalenenses e em todos os picoenses, tendo inclusivamente o município sido eleito ‘Cidade do Vinho em 2017’”, mencionou José António Soares, presidente da Câmara Municipal da Madalena, citado na mesma nota.

Por sua vez, Adelaide Costa, professora da Universidade Aberta (UAb), agradecendo o apoio da autarquia, referiu que o evento “potencia a cultura local” e “que será publicado um e-book com as comunicações deste colóquio, que chegará a todas as partes do mundo”.

Já Sandro Jorge, coordenador do Centro Local de Aprendizagem da Madalena da UAb, destacou o papel do CLA, como “uma plataforma de partilha de saberes, de conhecimento e ciência de um local em específico para o global”.