Floresta Política Agrícola

Engenheira florestal Paula Silva é nova presidente da Quercus

Associação vai marcar uma nova assembleia ordinária para votar as alterações na estrutura da direção

A engenheira florestal Paula Nunes da Silva é a nova presidente da Quercus, depois de o contestado Paulo do Carmo se ter demitido, anunciou no dia 18 de fevereiro de 2020 a associação ambientalista.

Em declarações à Lusa, Paula Nunes da Silva afirmou que a associação vai marcar uma nova assembleia ordinária para votar as alterações na estrutura da direção, que também tem uma nova tesoureira, Sílvia Silva, e uma nova vogal, Elisabete Moura, que substituem o ex-tesoureiro João Branco e o ex-vogal Miguel Feio.

Paulo do Carmo e alguns membros da sua direção tinham há alguns meses um conflito que levou cinco deles a pedirem a sua demissão em dezembro passado, acusando-o de inviabilizar o trabalho da Quercus por “falta de capacidade e competência”.

O ex-presidente da associação ambientalista rejeitou as acusações, afirmando que estava em curso um “golpe palaciano” para o afastar por causa de uma auditoria financeira em curso às contas da Quercus.

“Chegou-se a um acordo e a animosidade passou, resolveu-se com a saída das pessoas”, disse Paula Nunes da Silva à Lusa, acrescentando que “há uma nova equipa, com toda a gente muito motivada”.

A solução encontrada foi recorrer aos suplentes para preencherem os cargos deixados pelos demissionários, com Paula Silva, que integrava a direção desde 2015, a passar de vice a presidente.

Paula Nunes da Silva estava ligada ao projeto Criar Bosques, na área da florestação.

Fonte: Lusa