Agrociência

Banco Nacional de ADN de Equinos

O Laboratório de Genética Molecular de Alter (LGM-Alter), pertencente ao INIAV, situado na Coudelaria de Alter, em Alter do Chão, iniciou a sua atividade em 1997 e desde então que desenvolve o Banco Nacional de ADN de Equinos.

A particularidade deste Banco é que criopreserva ADN de todos os equinos de raça Lusitana nascidos em Portugal desde 1984, ou seja, de várias gerações desta emblemática raça autóctone Portuguesa, com nascimentos em mais de 30 países. Também, criopreserva ADN de equinos de outras raças autóctones, como a Sorraia e a Garrana, e estrangeiras.

O armazenamento de ADN de quase todo o efetivo da raça Lusitana tem sido possível quer pelo regulamento do Livro Genealógico da raça obrigar à realização de controlo de filiação para confirmação das genealogias declaradas dos animais a inscrever, quer pelo LGM-Alter ser o laboratório de referência do Estado Português para controlar a filiação de todos os equinos nascidos em Portugal e dos Lusitanos nascidos no estrangeiro.

Eguada AR – Coudelaria de Alter.

Por cada amostra biológica que entra para controlo de filiação, é realizada a extração de ADN, sendo avaliada a sua qualidade. Posteriormente, são preparadas três amostras, uma para análise, uma para o Banco e uma réplica. As réplicas são guardadas no Banco Português de Germoplasma Animal, cujo Polo Central é na Estação Zootécnica Nacional, em Santarém, pois o armazenamento de material a criopreservar deve ser sempre realizado em duplicado e em lugares distintos, para reduzir riscos em caso de catástrofe.

O Banco de ADN já conta com 80.000 amostras

O Banco de ADN já conta com 80.000 amostras, todas identificadas numa base de dados. O ADN criopreservado pode ser utilizado para vários fins, como a transferência de genes, controle e rastreabilidade de indivíduos, apoio à gestão das populações, investigação, suporte a decisões no âmbito da conservação, identificar a estrutura genética de populações de animais e caracterizar e identificar efeitos de determinados genes (…).

Autoria: Sofia Abreu Ferreira; Carlos Ferreira; Nuno Carolino Afiliação: Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária, I.P