Agroindústria Agropecuária Hortofruticultura

O setor agrícola não vai parar e os preparativos para a Agroglobal também não

Vivemos um momento conturbado, com dúvidas e receios que resultam de uma situação completamente desconhecida.

A atividade agrícola, ao dia de hoje, segue o seu caminho, com mais ou menos dificuldades, apoiada nas empresas que constituem a nossa cadeia de produção. Com regras de segurança apertadas e com espírito de sacrifício o que, nesta atividade, também não constitui novidade.

Setembro ainda vem longe e esperamos todos que até lá se consiga resolver este gravíssimo problema.

Se assim for estaremos na Agroglobal a comemorar a vida e orgulhosos por trabalharmos neste setor.

Como sempre a partilhar os avanços da ciência e tecnologia aportados pelas empresas que nos permitem ser mais eficientes na utilização dos recursos, condição necessária para produzirmos mais e de forma mais competitiva.

Mas esta crise destapou muitos conceitos, por isso, nesta Agroglobal teremos trabalho redobrado:

  • Lutar contra o enorme desperdício de energia que constitui o “polvo” burocrático em que o processo produtivo se deixou envolver ao longo dos últimos anos.
  • Recentrar a discussão do tema agrícola e ambiental, distinguindo o essencial do supérfluo, porque afinal as prateleiras cheias de alimentos não são um dado adquirido.

Até Setembro, em Valada do Ribatejo.

Joaquim Pedro Torres


Pelo relvado a Agroglobal podia ser amanhã:


À conversa com:
Luís Mira, Confederação dos Agricultores de Portugal


À conversa com:
Pedro Santos, Consulai
Miguel Freitas, Professor Universitário
Francisco Gomes da Silva, Agroges