Sanidade vegetal Vinha & Vinho

Efeito da erinose no crescimento da vinha

A cultura intensiva de videiras está frequentemente associada a danos, tanto pelos agentes patogénicos como pelos animais que os causam, exigindo frequentemente a aplicação de medidas de controlo de pragas.

Entre estas pragas queremos citar os ácaros eriófides, que são uma praga relativamente comum e bastante significativa, sendo uma de suas espécies mais comuns o Colomerus vitis. É uma espécie cosmopolita que se alimenta exclusivamente de plantas (geralmente perenes), sendo uma causa de graves riscos na vinha.

acaros

O dano normalmente surge na parte inferior das folhas onde ocorre o crescimento anormal de pelos, de modo a formar uma bolha (brânquias) na parte superior. Inicialmente costumam ser esbranquiçadas, depois amareladas e finalmente adquirem tons avermelhados.

Não se sabe muito sobre o impacto direto ou indireto desta espécie nos parâmetros de crescimento e rendimento da vinha, mas sabe-se que a quantidade e a qualidade da folha e do fruto são diretamente afetadas pela densidade populacional do ácaro. Também foi demonstrado que esta espécie é capaz de transmitir vírus.

Além disso, podem ser alterados outros parâmetros bioquímicos das plantas afetadas após a infeção por C.vitis. A tabela abaixo mostra alguns dos parâmetros que podem ser afetados:

Portanto, para evitar os danos causados à planta, assim como a possível transmissão de vírus, é mais do que conveniente tratar as videiras contra este ácaro.

A Arvensis recomenda ARAQUILL para o tratamento de pragas de ácaros, um dos seus produtos ecológicos. Este é um produto orgânico de origem vegetal desenvolvido nas nossas instalações de investigação e tem uma eficácia comprovada contra pragas do tipo ácaro bem conhecidas como o Tetranychus urticae.

Mais informações para o mail: fitolivos@gmail.com.