Investigação

Há engenharia portuguesa de olho na carne do futuro

Entrevista a Vítor Espírito Santo, o cientista que cria carne em laboratório realizada pela plataforma de notícias da Ordem dos Engenheiros Região Norte.

E se a carne que comemos viesse do laboratório e não dos animais? Não é ficção científica, é Engenharia, e já está em andamento. Na linha da frente do protejo que desenvolve carne in vitro, está o português Vítor Espírito Santo, mestre em Engenharia Biomédica e diretor na empresa Eat JUST, em Sillicon Valley, nos Estados Unidos.

Faz parte da primeira vaga de engenheiros Biomédicos formados na Universidade do Minho, corria o ano de 2007. Terminado o mestrado integrado, optou pela investigação e seguiu para o doutoramento. Trocou a investigação na área oncológica pela investigação da carne in vitro (carne cultivada) e agora, Vítor Espírito Santo mostra-nos como a Engenharia está a todo gás na vanguarda da alimentação alternativa.

Um dos objetivos deste projeto é a alteração dos métodos de produção de carne, substituindo a produção intensificada

Consulte AQUI a entrevista completa ↵