Bio EMPRESAS & PRODUTOS Sanidade vegetal

10 factos importantes sobre Tripes

1. Como reconhecer os tripes? São insetos voadores muito pequenos (0,5 a 2,5 mm comprimento).

2. Há inúmeras espécies de tripes. É difícil distingui-las. A espécie Frankliniella occidentalis é a que causa mais estragos mas há outras igualmente vorazes.

3. Para controlar os tripes deve saber qual a espécie em causa. A equipa da Koppert pode ajudá-lo.

4. Os tripes sugam a seiva da página superior das plantas e/ou das células das flores e podem provocar estragos avultados. Os sintomas nas folhas são característicos – manchas cinza-prateadas e castanhas.

5. Curiosamente as fémeas de tripes conseguem pôr ovos sem ser fertilizadas por um macho. Neste caso, nascem apenas machos, à exceção dos tripes das cebolas, onde nascem apenas fêmeas. Quando são fertilizadas, as fêmeas podem gerar qualquer um dos géneros.

6. A oviposição causa estragos que podem levar à deformação das plantas.

7. É preciso atuar rapidamente para evitar um aumento exponencial da praga. Frankliniella occidentalis, por exemplo, duplica a sua população em apenas 4 dias.

8. Os tripes pupam no solo. Este estádio da praga pode ser controlado com nemátodos parasitoides como o #ENTONEM.

9. Os tripes não gostam de frio. Com temperaturas baixas ficam inativos.

10. A Koppert tem uma vasta gama de soluções para controlo biológico de tripes: ácaros predadores (ENTOMITE-M; MACRO-MITE; SWIRSKI ULTI-MITE; THRIPEX) e outros insetos predadores (THRIPOR-L).

→ Mais informação: portugal@koppert.es ou 938328316.

Assista ao vídeo e conheça o ciclo de vida dos tripes: