Opinião

Espaço Visual

No que toca às questões da rega, a água deve obedecer a uma gestão racional, equitativa e equilibrada

Engº José Martino, CEO da empresa Espaço Visual

“Devem ser avaliadas as implementações das ampliações de superfície de regadio já decididos. No futuro, será um desastre se houvesse um ano com rutura de água para rega no perímetro. Os regadios devem ter um sistema de gestão de custos de utilização, regeneração e manutenção coerente e homogéneo em todo o território nacional.

Os regadios de média e grande dimensões deviam obedecer a uma entidade gestionária única na gestão, que permitisse obter economias de escala, de conhecimento e de “know how”.

Esta gestão é tanto mais necessária quando se sabe que a promoção do regadio eficiente com aproveitamento integral da superfície regada é uma das poucas formas para subir a dois dígitos a taxa de crescimento do PIB agrícola, com produções de maior qualidade e valor acrescentado.”