Floresta Investigação

As florestas estão a ficar com árvores mais jovens e baixas

O estudo com o título “Alterações generalizadas na dinâmica florestal num mundo em mudança” (Pervasive shifts in forest dynamics in a changing world) foi publicado na revista Science e os autores concluíram que as florestas do mundo estão a mudar: “Mudanças contínuas nos fatores ambientais e noutros responsáveis pela perturbação [dos ecossistemas] têm aumentando consistentemente a mortalidade, forçando as florestas a ficarem mais baixas e mais jovens, reduzindo o potencial de armazenamento de carbono.”

Os cientistas deste estudo determinam diversos fatores que estão a alterar a evolução das florestas, como o aumento da temperatura e do CO2 e o aumento de fenómenos como incêndios, secas ou mudanças no uso do solo. “As mudanças generalizadas na dinâmica da vegetação florestal já estão a acontecer”, afirmam. E o mais provável é que elas “irão acelerar-se sob futuras mudanças globais, com consequências para a biodiversidade.”

O artigo faz referência que nos “ecossistemas maduros”, com árvores que têm, pelo menos, 140 anos, “a taxa de mortalidade duplicou em quase todo o continente americano e na Europa, nas últimas quatro décadas.” Em conclusão, os cientistas avisam para os grandes desafios tanto aos conservacionistas como aos gestores das florestas.

Mais informação ↵