Agroalimentar Evento realizado

Setor agroalimentar investiu 528,2 M€ em Inovação & Desenvolvimento entre 2014 e 2018

No dia 26 de junho, terá lugar mais uma sessão do “Ciclo de Eventos – Dinâmicas para a Inovação” em formato virtual.

Alimentos saudáveis e sustentáveis; segurança alimentar; engenharia alimentar e tecnologias avançadas; tratamento e reutilização de resíduos; e Biodiversidade serão os temas em debate em mais uma sessão do “Ciclo de Eventos – Dinâmicas para a Inovação”, que regressou em junho em formato virtual.

Esta sessão, organizada pela Agência Nacional de Inovação (ANI), e que conta com o apoio da Portugal Foods, estimulará um debate sobre o setor Agroalimentar, cuja despesa e I&D aumentou 15,5% em 2018 face ao ano anterior.

O evento inicia-se às 10h00 e abre com uma mesa redonda, cujos oradores serão Miguel Teixeira, do Colab4Food; Manuela Pintado, da Universidade Católica Portuguesa; e Lídia Tarré, da Gelpeixe Alimentos Congelados S.A. Seguem-se as conclusões e o debate. A segunda metade da manhã incluirá um pitch com a apresentação de tendências e de tecnologias disruptivas nesta área.

A iniciativa integra o “Ciclo de Eventos – Dinâmicas para a Inovação”, promovido no âmbito do projeto Iniciativa de Transferência de Conhecimento, cofinanciada pelo COMPETE 2020 através do Portugal 2020 e do FEDER. Nas próximas semanas, a ANI dará sequência ao conjunto de iniciativas sobre a Valorização do Conhecimento, subordinado a áreas e setores estratégicos no âmbito da Estratégia Nacional para a Especialização Inteligente, sempre online.

Consulte aqui o PROGRAMA ↵

A participação será gratuita, mas de registo obrigatório AQUI ↵

Entre 2014 e 2018 as entidades nacionais investiram 528,2 milhões de euros em projetos enquadrados na área temática “Agroalimentar”, que se integra no eixo “Recursos naturais e ambiente”, um dos cinco identificados pela Estratégia Nacional de Investigação e Inovação para uma Especialização Inteligente (2014-2020).

Investimento em I&D no setor cresceu em média 11,1% ao ano desde 2014

De acordo com o relatório “Despesa Nacional em I&D por área temática da ENEI (2014-2018)”, produzido pela Direção-Geral de Estatísticas da Educação e Ciência, com base no Inquérito ao Potencial Científico e Tecnológico Nacional, entre 2014 e 2018, o investimento em I&D na área Agroalimentar registou uma média de crescimento anual de 11,1%. Só nos dois últimos anos o setor viu a despesa em I&D aumentar 15,5% e 21,7%, respetivamente.

Tabela: Evolução da Despesa em I&D na área do Agroalimentar

Nota: Valores em milhares de euros.