Política Agrícola

APT e BALADI preocupadas com a dificuldade de escoamento dos produtos agrícolas familiares

As Filiadas da CNA, Associação dos Pastores e Agricultores do Norte (APT) e a Federação Nacional dos Baldios (BALADI) alertam para as dificuldades de escoamento que os produtores estão a enfrentar devido à crise provocada pela pandemia da COVID-19 e defendem que os produtos devem ser pagos a um preço justo ao agricultor.

A APT refere várias dificuldades que os produtores enfrentam, nomeadamente, os apoios para a manutenção das explorações agrícolas em zonas desfavorecidas que são cada vez menores e também a impossibilidade de muitos agricultores e pastores não conseguirem candidatar-se aos fundos comunitários para comprar gado autóctone na medida em que a verba destinada a essa área já “foi toda gasta”.

Sobre as candidaturas apresentadas para baldios, a BALADI lembra que devido à pandemia as vistorias realizadas pelo IFAP “não estão a ser feitas” o que atrasa ainda mais a validação das candidaturas. A pandemia veio atrasar ainda mais as burocracias o que causa um grande transtorno na vida dos candidatos, na medida em que ou projecto é executado com demora a receber ou o projecto fica por fazer, o que pode levar a um maior risco de incêndio.

Fonte: CNA