Floresta Na primeira pessoa

UNAC – União da Floresta Mediterrânica

A consolidação e reforço deste modelo como âncora de ocupação territorial passa por um trabalho consistente de todos os atores que com ele interagem

António Gonçalves Ferreira, Presidente da Direção da UNAC – União da Floresta Mediterrânica

“Apesar de ter sido fundada há três décadas, a UNAC adotou o formato atual há cerca de 15 anos. Durante estes anos a UNAC tem assumido e consolidado uma posição de representante dos interesses e preocupações dos espaços agroflorestais mediterrânicos portugueses. Defendemos a propriedade privada e um diálogo construtivo com os nossos principais parceiros: o Estado, a indústria e a sociedade.

O principal ponto forte da Floresta Mediterrânica em Portugal é o apelo da sua proposta de valor, do seu peso social e do seu potencial ambiental. O modelo agroflorestal mediterrânico é a solução de baixo risco em que o nosso território pode sustentar o seu modelo de evolução da paisagem.

Nos últimos anos temos feito uma aposta muito forte na investigação e na inovação, tendo participado na dinamização dos centros de competências do sobreiro e da cortiça e do pinheiro manso e da pinha. Este esforço tem também contemplado as vertentes de extensão e divulgação, tendo sido produzido inúmero material técnico de que destacamos um conjunto numeroso de fichas de extensão dirigidas aos produtores florestais.”