Vinha & Vinho

Região do Algarve aumenta produção de vinho

Algarve deverá registar a maior subida percentual no País.

Plantações de vinhas estão a aumentar no Algarve, existindo atualmente 45 produtores de vinho registados

O Algarve deverá ser a região do País com maior aumento percentual na produção de vinho nesta campanha de 2020/21, segundo as estimativas do Instituto da Vinha e do Vinho (IVV). Pelo contrário, no conjunto do continente e ilhas é esperada uma quebra de 3%, em relação à época anterior.

De acordo com o IVV, na região algarvia a previsão de produção aponta para “um aumento de 15%”. Na campanha passada, a quantidade cifrou-se em 1,4 milhões de litros e agora deverá atingir 1,6 milhões.

“Alguns focos de oídio [doença que afeta as videiras] não comprometeram o aumento da produção esperada devido ao bom desenvolvimento vegetativo das vinhas, o que perspetiva uma colheita de boa qualidade”, segundo explica o instituto. Entretanto, a Comissão Vitivinícola do Algarve (CVA) revela que tem vindo a registar-se uma evolução positiva no número de produtores na região, existindo atualmente 45.

No que se refere à área ocupada com vinhas, verifica-se o aparecimento de novos projetos. Só no ano passado, foram pedidas autorizações para plantações em cerca 150 hectares. Outro aspeto importante prende-se com a “tendência de regresso às origens, buscando o mais tradicional do Algarve”. A CVA refere que se constata, ao longo dos últimos tempos, uma “aposta forte nas castas Negra-Mole e Crato-Branco (Síria), de vinhas velhas, em linha com as novas tendências do consumidor que procura algo diferenciador e genuíno”.

Fonte: DRAPAlg – Direcção Regional da Agricultura e Pescas do Algarve