Na primeira pessoa

” A pitanga é um fruto extremamente sensível e perecível “

António Oliveira, produtor de pitanga na Ilha de S. Miguel (Açores)

“Uma das grandes dificuldades na produção de pitanga nos Açores está relacionado com a incidência de ventos e com o controlo de pragas

Nesse sentido, instalámos uma infraestrutura com cobertura de redes que funcionam não só como corta-ventos mas também como barreira à entrada de pragas.

A pitanga é um fruto extremamente sensível e perecível, sendo por isso essencial o seu consumo em fresco. Contudo, poderá ser transformada em polpa, a consumir fresca ou congelada, e ainda utilizada na culinária para sumos, doces ou compotas. É rico em antioxidantes, baixo em calorias e portanto uma ótima opção para incluir numa alimentação saudável e variada. A introdução no mercado regional tem vindo a crescer de forma gradual, embora nesta fase de pandemia, o consumo tenha diminuído.”

É fundamental desenvolver um trabalho de promoção e valorização do produto com foco em nichos de mercado mais exigentes.”


Artigo relacionado:

Cultura da pitanga tem crescido de forma gradual