Floricultura e jardinagem Política Agrícola

Governo prepara linha de 20 milhões para produtores de flores e plantas

O Governo aprovou recentemente o decreto-lei que cria uma linha de crédito, com juros bonificados, dirigida aos produtores de flores de corte e plantas ornamentais, face às dificuldades enfrentadas por estes, decorrentes da atual situação que o país enfrenta causada pela pandemia da doença Covid-19.

Dessa forma, pretende-se disponibilizar aos produtores do setor, a custos reduzidos, os meios financeiros necessários à manutenção da atividade, que lhes permita a liquidação ou renegociação de dívidas, junto de fornecedores de fatores de produção, de instituições de crédito ou demais entidades habilitadas por lei à concessão de crédito.

A medida surge após o Ministério da Agricultura considerar a situação do mercado do setor da floricultura e das plantas ornamentais grave, tendo sido particularmente afetado pela redução acentuada da procura, em consequência das restrições à circulação impostas pelos Estados-membros e pelo mercado internacional durante o período de confinamento.

O montante global de crédito, a conceder pelo prazo máximo de quatro anos, não pode exceder 20 milhões de euros, enquanto o montante total do empréstimo, por beneficiário, é limitado a 25% do volume de negócios total em 2019 e a 20 mil euros. O financiamento será assegurado por verbas nacionais do orçamento de investimento do Ministério do Agricultura da responsabilidade do Instituto de Financiamento da Agricultura e Pescas (IFAP).