Apicultura Política Agrícola

Produção de mel cai quase 80% desde 2018, conclui estudo da FNAP

‘Análise de Variações de Produção Apícola no Triénio 2018-2020’ é o estudo realizado pela Federação Nacional dos Apicultores de Portugal que confirma os enormes constrangimentos que o sector enfrenta com quebras de 76% comparativamente à produção de 2018.

O estudo ‘Análise de Variações de Produção Apícola Triénio 2018/2020’ é um documento realizado pela FNAP – Federação Nacional dos Apicultores de Portugal em resposta à necessidade de quantificação dos constrangimentos e dificuldades sentidas pelos apicultores nacionais.

O estudo que teve como ponto de partida o pedido do secretário de Estado da Agricultura, Nuno Russo, para que a FNAP efectuasse o levantamento das perdas em 2020, acabou por resultar num trabalho mais ambicioso da Federação, levando a cabo um inquérito sobre os anos 2018-2020 junto das organizações e produtores individuais seus associados.

As conclusões do trabalho confirmam quebras de produção da ordem dos 76% – comparativamente com o ano de 2018 – o que suporta e valida as estimativas anunciadas pela produção no início deste Verão, perdas que terão graves consequências para o rendimento dos apicultores, que dependem das vendas de mel para rentabilizar as suas explorações. Uma vez mais a Federação recorda que “caso existissem os apoios que a FNAP tem reivindicado há mais de 15 anos, nomeadamente apoios agro-ambientais que remunerariam o serviço que a apicultura proporciona ao ecossistema (através da polinização da flora silvestre) a situação da maioria das explorações seria menos gravosa”.

O estudo foi apresentado ao secretário de Estado da Agricultura e, paralelamente, com a sua mediação, estão a decorrer negociações entre a FNAP e a Nestlé, tendo em vista a celebração de um protocolo, que contribuirá para ajudar os apicultores nacionais a fazer face às perdas de efetivo decorrentes de calamidades naturais, especificamente de incêndios rurais. 

Para mais informações: www.fnap.pt

O ESTUDO SERÁ PUBLICADO NA PRÓXIMA EDIÇÃO DA REVISTA DO AGRICULTOR.