Agroalimentar Agropecuária

UE aumenta exportações de carne de porco em 13% entre Janeiro e Agosto

Mesmo num cenário de forte condicionamento provocado pela pandemia de COVID-19, provocando perturbações quer no fluxo de abates, quer na autorização para exportar de vários matadouros europeus, nos primeiros 8 meses do ano as exportações de carne de porco cresceram 13%.

O grande motor deste crescimento foi, naturalmente, a China. De resto, se se considerassem os números da exportação europeia sem China, haveria um decréscimo de 19% em comparação com o ano de 2019, o que é bastante revelador das dificuldades que o setor enfrentaria caso não estivesse tão disseminada a PSA no gigante asiático.

Em volume a UE exportou 3,98 milhões de toneladas entre Janeiro e Agosto, mais 456 mil toneladas que no período homólogo de 2019. Em valor as exportações de carne de porco representam 9,5 mil milhões de euros (contra os 7,4 mil milhões do ano passado).