Floresta

Centro PINUS – Ronda de reuniões Comunidades Intermunicipais

Acesso dos Municípios aos apoios que permitem o investimento na floresta e relaciona-se com a ronda de reuniões de esclarecimento que o Centro Pinus, Associação Florestal de Pinheiro-Bravo, está a desenvolver junto das Comunidades Intermunicipais (CIM) a nível nacional para abordar os seguintes temas:

1. Falta de igualdade na distribuição dos fundos de investimento do PDR2020. As zonas interiores de maior área são as que recebem menos. Por exemplo, a região de Coimbra com 90 mil ha de área florestal apenas recebeu 8 milhões de euros do PDR2020, mas por exemplo, a Lezíria do Tejo com apenas 11 mil ha, recebeu 24 milhões de euros.

2. O Centro Pinus está também a partilhar com as CIM as medidas que já apresentou ao Governo para reverter este desequilíbrio no próximo PDR, ainda em negociações.

3. Contudo, e sendo que esse PDR só estará disponível entre 2022 e 2023, o Centro Pinus está a alertar as CIM para uma fonte de investimento mais flexível a curto e médio prazo: o Plano de Recuperação Económica, através do Novo Instrumento de Resiliência e Recuperação Económica (IRR), que visa contribuir para a recuperação económica pós-Covid-19 e prevê investimentos significativos na floresta.

Assim, o Centro Pinus pretende alertar estas CIM a nível nacional (através da realização de reuniões que permitem abordar o tema e os seus diversos aspetos e tirar dúvidas). Pois o investimento é fundamental , uma vez que o Centro PINUS, estima que até 2030, para atingir a meta mínima de 727 mil ha da Estratégia Nacional para as Florestas  e reverter o decréscimo da espécie, será necessária a execução de um investimento total de 564 milhões de euros.