EMPRESAS & PRODUTOS Inovação

Aquacultura: Banoo, da Indonésia, é o grande vencedor do TFF Challenge Finale

No Dia Mundial da Alimentação (16 de outubro), lancei o convite para que fizesse parte de uma experiência global, interativa e em direto sobre o futuro da alimentação e da agricultura: o Thought For Food: the 2020 Challenge Finale.

O evento serviu para apresentar as histórias de jovens empreendedores rurais de todo o mundo que constroem soluções para os problemas urgentes da alimentação e da agricultura, num total de 10 incríveis startups que se apresentaram a concurso mundialmente, após uma longa jornada de mentoria.

A aquacultura, como setor em crescimento, reuniu consenso na atribuição dos prémios atribuídos – convertidos em investimento direto empresarial – em particular porque, globalmente, tem vindo a assumir-se como uma importante alternativa às formas tradicionais de abastecimento de pescado, ultrapassando mais de metade de todo o pescado consumido no mundo, seja no regime extensivo, semi-intensivo e intensivo, incluindo as espécies de água doce e salobra.[1]

O grande Prémio foi entregue pela Thought For Food à Banoo (Indonésia), que apresenta uma solução de hardware para pequenos produtores de aquacultura, integrando um gerador de microbolhas, sensor de IoT (Internet das coisas) e painéis solares que aumentam os níveis de oxigénio e a qualidade da água nos tanques, e assim melhorar os rendimentos e receitas dos pequenos proprietários. A Indonésia tem um enorme potencial no setor de aquacultura sendo a terceira maior indústria de aquacultura do mundo. Projetado para um lago de 100m2, o sistema de aquacultura de Banoo é capaz de aumentar os níveis de oxigénio dissolvido, aumentar o peso, o tamanho e a viabilidade geral dos peixes produzidos. Os empresários podem assim monitorizar e controlar a qualidade da água do lago, visualizar relatórios gráficos das condições do lago armazenados na aplicação móvel Banoo, bem como automatizar a geração de microbolhas com base nas condições de qualidade da água em tempo real.

O segundo prémio atribuído à microTERRA (México), enaltece uma empresa que combina hardware e biotecnologia para desenvolver sistemas inovadores de produção de microalgas num país que é o sexto maior produtor de aquacultura. Os biorreatores produzidos permitem limpar as águas residuais poluídas da aquacultura diretamente no local podendo ser reaproveitada para os tanques de peixes ou ainda devolvida ao meio. Por outro lado, as microalgas existentes nas águas residuais são separadas e transformadas em rações valiosas para peixes e usadas de volta nas explorações, diminuindo a despesa. Indiretamente, esta solução ajuda a prevenir e resolve dois problemas: o grande volume de água necessário para a aquacultura (é necessário repor 30% da água dos tanques todos os dias) e o alto custo da ração para peixes (os piscicultores gastam até 70% de seus custos variáveis com rações convencionais).

Outros prémios de honra foram igualmente distribuídos nesta sessão, pelos parceiros da Thought For Food, a outros projetos. O prémio Kirchner “Most Investable” e o prémio “Team Spirit Prize” foi entregue à CBA Sementes (Brasil), um sistema aeropónico automatizado para produzir sementes de batata de alta qualidade e livres de doenças; o prémio Borlaug “Take it to the Farmer” para o PFMS (Camarões), uma aplicação móvel equipada com Inteligência Artificial que ajuda os avicultores rurais a detetar doenças, e a conectarem-se com os veterinários ajudando a prever surtos de doenças e por fim, o prémio “Grow The Future”, à SyntheSea (Reino Unido / global), uma solução sustentável, económica e escalonável para a produção de ómega-3 para a ração de peixes, a partir de precursores de plantas.

[1] Em Portugal, em 2017, a produção aquícola nacional correspondeu a 7,6% das descargas de pescado, demonstrando que, até à data, a aquacultura não tem sido considerada pelo consumidor nacional como alternativa ao pescado proveniente da atividade da pesca (INE/DGRM, 2019).

A Thought For Food (TFF) é uma organização mundial dedicada a capacitar a próxima geração de inovadores e empreendedores em alimentação e a agricultura, capacitando-os para gerar e dimensionar negócios inovadores que construam sistemas alimentares sustentáveis, inclusivos e resilientes.

Ricardo Nogueira Martins

  • Embaixador da Thought For Food em Portugal.