Na primeira pessoa

” Tem havido uma evolução muito positiva por parte dos produtores “

Dinis Pereira, responsável da Agromontenegro

“Tem havido vários problemas com pragas e doenças, mas com a experiência e formação dos nossos agricultores todas estas dificuldades têm sido ultrapassadas, até porque têm sido abandonadas algumas práticas culturais tradicionais e tem havido uma evolução muito positiva por parte dos produtores, a todos os níveis.

O grande valor da castanha transmontana são as variedades próprias desta região, principalmente a ‘Judia’ e como tal, não faz sentido apostar em outras variedades quando temos aquilo que de melhor existe no mundo. Para o escoamento dos produtos a Agromontenegro possui instalações e recursos humanos perfeitamente preparados para o processamento da castanha.”


Artigo relacionado:

Um ano menos bom de castanha tem repercussões em todos os setores da economia local