Hortofruticultura Inovação

Pêro de Monchique. Um recurso genético a valorizar

Frutos de “Pêro de Monchique” antes da maturação

No Algarve, e noutras zonas do país, as macieiras estão divididas normalmente em dois grupos: as que produzem frutos achatados (com diâmetro equatorial superior ao diâmetro longitudinal) são conhecidas por macieiras e os seus frutos são chamados de maçãs; as que produzem frutos alongados (com diâmetro equatorial inferior ao diâmetro longitudinal) são conhecidos por pereiros e os seus frutos são chamados de peros.

Daqui vem a designação “Pêro de Monchique”. Trata-se de frutos um pouco alongados (como já referimos), de “pequeno/ médio” calibre, saborosos, aromáticos e com boa capacidade de conservação, à temperatura ambiente, provenientes dos designados pereiros.

Os mais velhos ainda se lembrarão daquele cheirinho dos “Peros de Monchique” que no passado apareciam em abundância nas feiras anuais, que no outono se realizam no Algarve. Havia nessa altura no ar um perfume muito característico, que não deixava nenhum algarvio ou visitante indiferente (…).

Autoria: António Marreiros, Direção Regional de Agricultura do Algarve.

Leia o artigo completo na edição de dezembro 2020.