Na primeira pessoa

” Os proprietários florestais, incluindo de pinhal-bravo, devem ser remunerados pelos serviços de ecossistema “

Eng.º João Gonçalves, Presidente da Direção do Centro PINUS

“A sociedade deve consciencializar-se que os proprietários florestais, incluindo de pinhal-bravo, devem ser remunerados pelos serviços de ecossistema e de que isso terá custos mas enormes benefícios para todos.

À capacidade de o pinhal-bravo fornecer serviços do ecossistema, acrescem os produtos lenhosos e não lenhosos, dos quais se destaca a resina, valorizáveis pela sociedade e por um mercado altamente deficitário e diversificado. Existem mais de 300 empresas de primeira transformação de madeira de pinho, que se distribuem por vários subsetores e por todo o território nacional.”


Artigo relacionado:

“A importância da fileira do pinheiro no desenvolvimento do território”